Project Description

GiRÂNDOLA de Luz

Uma homenagem à Revolução

O Largo do Carmo conta desde o passado dia 25 de abril com a presença da instalação GiRÂNDOLA de Luz, um projeto da artista Catherine da Silva ao qual a Aura Light Portugal deu o seu apoio técnico, e que pretende chamar a atenção para o momento singular da revolução pacífica, impulsionada pelos valores do humanismo e da conquista das liberdades democráticas, que se deu no 25 de abril de 1974.

Lisboa, Portugal

2015

GiRÂNDOLA de Luz

GiRÂNDOLA de Luz consiste em oito cravos de luz ou girândolas iluminadas e colocadas em suportes de betão, que giram ao sabor do vento, indicam as coordenadas GPS dos oito diferentes pontos do país onde foram feitas as reuniões preparatórias do Movimento dos Capitães que antecederam o 25 de abril, adquirindo simultaneamente a função de assento e de convite à interação das pessoas que por ali transitam.

GiRÂNDOLA de Luz

Para este projeto era necessária uma solução de iluminação resistente uma vez que se trata de uma instalação exterior, sujeita às condições atmosféricas e ao desgaste próprio de um local ao ar livre e com interação dos visitantes. Neste sentido foi desenvolvida uma solução LED pela Aura Light Portugal com motores CREE, que garantem a estanquicidade do motor e driver, sendo dotados de uma ótica adequada ao efeito e dentro dos parâmetros térmicos exigidos para o bom funcionamento do motor LED num ambiente ao ar livre como o desta instalação.

A solução com colunas poliéster do parceiro Aura Light Portugal Adhorna deve-se à alta resistência mecânica das mesmas, já que estas vão ser sujeitas a esforços transmitidos pelas vibrações das girândolas em rotação empreendida pelo vento. Uma solução de coluna metálica obrigaria a um sobredimensionamento desta para não partir por fadiga.

“[…] ótica adequada ao efeito e dentro dos parâmetros térmicos exigidos para o bom funcionamento do motor LED num ambiente ao ar livre como o desta instalação.”

GiRÂNDOLA de Luz
GiRÂNDOLA de Luz

A exposição foi inaugurada no dia 25 de abril mas somente um cravo ficará permanentemente em Lisboa, indo as sete restantes para cada um dos locais correspondentes em setembro. A Aura Light Portugal acompanhou o projeto desde uma fase embrionária contribuindo empenhadamente para o sucesso desta instalação urbana, evidenciando a sua flexibilidade em soluções técnicas.